Atlantismo no Atlântico Sul: Comunidade de interesses e governança oceânica

Juan Luis Suárez de Vivero, Etiene Villela Marroni, Juan Carlos Rodrigues Mateos, Eurico de Lima Figueiredo, Alexandre Rocha Violante

Abstract


O objetivo deste artigo é analisar em que medida a governança da bacia Sul Atlântica leva à construção de uma comunidade transatlântica no Hemisfério Sul. Também visa compreender como a configuração de estruturas institucionais interferem nesse sistema e se configuram como frágeis laços político-culturais e econômicos transatlânticos. Embora no Atlântico Sul – diferentemente da Bacia do Norte – não tenha sido construída uma poderosa rede de interesses comuns, a expansão jurisdicional exige que Estados Costeiros adotem políticas marítimas proporcionais à magnitude da responsabilidade territorial adquirida, a qual a sub-bacia americana (especificamente Brasil e Argentina) propugna por uma posição de dominância ao sul do paralelo zero.

Keywords


Geopolítica; Governança; Atlântico Sul

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Copyright (c) 2020 REVISTA DA ESCOLA DE GUERRA NAVAL

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Indexes and directories:
resultado de imagem para Diadorim AZUL resultado de imagem para LOGO DE DOI CrossRef resultado de imagem para CAPES PERIÓDICAS Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional
 
 

REVISTA DA ESCOLA DE GUERRA NAVALJOURNAL OF THE NAVAL WAR COLLEGE

e-ISSN: 2359-3075
ISSN: 1809-3191

INSTRUCTIONS FOR AUTHORS ON-LINE SUBMISSION