China´S International Projection Since 2008: The new Core-Periphery relations and The belt and Road Initiative Through Foreign Direct Investment

Bruno Hendler

Abstract


ABSTRACT 

This paper´s central hypothesis is that China´s Belt and

Road Initiative (BRI) implies the construction of new

networks in the international division of labor that insert

the partner countries in a peripheral condition towards

China. Although it is clear that the ambitious project of

Eurasia´s integration, announced by Xi Jinping in 2013

and formalized in 2017, is by itself a novelty of structural

impacts in the international system, it is also a product of

deep transformations within China since the early 2000s

and, to understand its current impacts, it is crucial to

look back at the roots of China’s foreign insertion in the

previous decade. This paper is divided into the following

sections: i) a brief discussion of the three major domestic

transformations in China since the 2000s; ii) China’s

economic statecraft overseas as a byproduct of strategic and

economic forces; iii) the symbolic-institutional dimension

of that economic statecraft; iv) a case study of Chinese

projection in Southeast (SE) Asia divided in two parts,

which correspond to the two waves of outward foreign

direct investments (OFDI); and v) final considerations.

 

RESUMO

 

A hipótese central deste artigo é que a iniciativa chinesa da

Nova Rota da Seda (BRI, em inglês) implica a construção

de novas redes na divisão internacional do trabalho que

inserem os países parceiros em uma condição periférica

em relação à China. Embora esteja claro que o ambicioso

projeto de integração da Eurásia, anunciado por Xi Jinping

em 2013 e formalizado em 2017, é por si só uma novidade

de impactos estruturais no sistema internacional, a BRI

é também um produto de profundas transformações

domésticas da China desde o início dos anos 2000 e, para

entender seus impactos atuais, é crucial olhar para as

raízes da inserção internacional chinesa. Este artigo está

dividido nas seguintes seções: i) uma breve discussão das

três principais transformações internas na China desde os

anos 2000; ii) o estatismo econômico chinês no exterior

como subproduto de forças estratégicas e econômicas;

iii) a dimensão simbólico-institucional deste estatismo

econômico; iv) um estudo de caso da projeção chinesa

no Sudeste (SE) da Ásia dividido em duas partes, que

correspondem às duas ondas de investimentos externos

diretos (IED); e v) considerações finais


Keywords


Belt and Road Initiative. China´s Rise. Economic Statecraft. China-Indo-Pacific Relations. Foreign Direct Investment. / Nova Rota da Seda. Ascensão Chinesa. Estatismo Econômico. Relações China-Indo-Pacífico. Investimento Externo Direto.

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Copyright (c) 2019 REVISTA DA ESCOLA DE GUERRA NAVAL

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Indexes and directories:
resultado de imagem para Diadorim AZUL resultado de imagem para LOGO DE DOI CrossRef resultado de imagem para CAPES PERIÓDICAS Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional
 
 

REVISTA DA ESCOLA DE GUERRA NAVALJOURNAL OF THE NAVAL WAR COLLEGE

e-ISSN: 2359-3075
ISSN: 1809-3191

INSTRUCTIONS FOR AUTHORS ON-LINE SUBMISSION