Cooperação global e regional na área de segurança: implicações para uma nova estratégia marítima dos EUA

Antonio Carlos Teixeira Martins

Abstract


O final da guerra fria e os ataques terroristas de 2001 tornam necessária a implantação de uma nova estratégia marítima para os EUA, capaz de enfrentar os novos desafios trazidos pela globalização, pelas ameaças terroristas e, fundamentalmente, para garantir a segurança marítima, o que é essencial para o comércio marítimo. A nova estratégia deve ser fruto de consenso com as nações aliadas e calcada na idéia da marinha dos 1000 navios e das GLOBAL FLEET STATION. Este trabalho analisa o cenário estratégico mundial e as dificuldades a serem enfrentadas para implementação da nova política, além de apresentar os interesses brasileiros no mar e as operações conjuntas realizadas por nossa marinha com a americana.


Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Copyright (c) 2017 REVISTA DA EGN

Indexes and directories:
resultado de imagem para Diadorim AZUL resultado de imagem para LOGO DE DOI CrossRef resultado de imagem para CAPES PERIÓDICAS Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional
 
 

REVISTA DA ESCOLA DE GUERRA NAVALJOURNAL OF THE NAVAL WAR COLLEGE

e-ISSN: 2359-3075
ISSN: 1809-3191

INSTRUCTIONS FOR AUTHORS ON-LINE SUBMISSION