O que precede o Livro Branco de Defesa Nacional brasileiro?

Priscila Rodrigues Pereira

Abstract


Nos últimos quatro mandatos presidenciais, o Brasil adotou determinadas medidas que visam definir melhor as direções de sua política de defesa nacional e seu papel na segurança internacional. Chegando ao fi m do que muitos se acostumaram a chamar de 'era Lula', este trabalho busca analisar omo sua gestão e a de seu antecessor, Fernando Henrique Cardoso, trataram a questão diante da rescente projeção brasileira no cenário internacional, no sentido de institucionalizá-la e, principalmente, analisando quais são os precedentes do Livro Branco de Defesa Nacional. São bordados temas como: o papel e a importância de uma política de defesa para os Estados; a criação o Ministério da Defesa brasileiro em meio ao processo de democratização do país; a formulação dos documentos de defesa que norteiam as ações políticas brasileiras – a primeira e a segunda versão da política de Defesa Nacional e a estratégia Nacional de Defesa –, e algumas de suas semelhanças e diferenças; e as expectativas em torno da Lei Complementar nº136 de 2010 que determina a criação de um Livro Branco de Defesa Nacional brasileiro.


Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Copyright (c) 2017 REVISTA DA EGN

Indexes and directories:
resultado de imagem para Diadorim AZUL resultado de imagem para LOGO DE DOI CrossRef resultado de imagem para CAPES PERIÓDICAS Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional
 
 

REVISTA DA ESCOLA DE GUERRA NAVALJOURNAL OF THE NAVAL WAR COLLEGE

e-ISSN: 2359-3075
ISSN: 1809-3191

INSTRUCTIONS FOR AUTHORS ON-LINE SUBMISSION