A lógica de segurança no projeto de América do Sul: componentes do regionalismo brasileiro

Artur Andrade da Silva Machado

Abstract


O artigo visa a argumentar que as dinâmicas e as teorias de segurança têm influência na tradição regionalista brasileira. Essa influência histórica encontra seu ápice no projeto de América do Sul, com a criação de um Conselho de Defesa Sul-Americano, mas de forma alguma os desenvolvimentos contemporâneos devem ser tomados como inéditos. A análise enfatiza a dimensão histórica, discutindo episódios passados em que o pensamento de segurança esteve presente na política regionalista brasileira. A absorção jurídica da lógica de segurança pelos Estados nacionais cria pensadores e burocracias especializadas na perpetuação do pensamento geoestretégico e nos fundamentos do interesse nacional. Essas burocracias fazem uso de conceitos e teorias de segurança que trazem prescrições em dois vetores: i) condicionam a ontologia de interpretação do ambiente regional; e ii) trazem modelos de normatividade comportamental do Estado.


Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Copyright (c) 2017 REVISTA DA EGN

Indexes and directories:
resultado de imagem para Diadorim AZUL resultado de imagem para LOGO DE DOI CrossRef resultado de imagem para CAPES PERIÓDICAS Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional
 
 

REVISTA DA ESCOLA DE GUERRA NAVALJOURNAL OF THE NAVAL WAR COLLEGE

e-ISSN: 2359-3075
ISSN: 1809-3191

INSTRUCTIONS FOR AUTHORS ON-LINE SUBMISSION