O mercado internacional do petróleo e o pré-sal brasileiro

Leonardo Silveira Souza

Abstract


O artigo analisa a inserção da produção de petróleo do Pré-sal brasileiro no mercado internacional do petróleo. Para isto, analisamos os fatores de oferta e demanda de petróleo no mercado internacional, a partir da disputa pelo controle da oferta de petróleo e seus derivados, entre as companhias nacionais do petróleo, de controle estatal e as companhias internacionais de petróleo, controlados por entes privados. Por outro lado, analisamos os dez maiores países consumidores de petróleo e a transição em curso do fornecimento de petróleo no mercado internacional, passando dos reservatórios convencionais para os não convencionais. A análise contou com a revisão bibliográfica, somada aos dados secundários extraídos das publicações de diversas instituições nacionais e internacionais e, dos relatórios anuais das principais companhias de petróleo do mundo. As perspectivas na expansão da produção de petróleo no Pré-sal brasileiro, juntamente com a continuidade da importância do petróleo, tanto para a matriz energética mundial, quanto para o uso intensivo na petroquímica e refino, manterão a pressão política e econômica dos grandes importadores e de suas companhias petrolíferas sobre o Brasil, a Petrobras e as reservas presentes no Pré-sal brasileiro.

Keywords


Pré-sal brasileiro. Companhias Nacionais do Petróleo. Companhias Internacionais do Petróleo. Petrobras. Mercado Internacional do Petróleo.

References


AGÊNCIA NACIONAL DO PETRÓLEO, GÁS NATURAL E BIOCOMBUSTÍVEIS. Anuário Estatístico Brasileiro do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis. Rio de Janeiro, 2009. Disponível em: http://www.anp.gov.br/publicacoes/anuario-estatistico/2434-anuario-estatistico-2009. Acesso em: 30 jan. 2020.

AGÊNCIA NACIONAL DO PETRÓLEO, GÁS NATURAL E BIOCOMBUSTÍVEIS. Boletim da Produção de Petróleo e Gás Natural. 112. Rio de Janeiro, 2019. Disponível em: http://www.anp.gov.br/arquivos/publicacoes/boletins-anp/producao/2019-12-boletim.pdf. Acesso em: 30 jan. 2020.

BRITISH PETROLEUM. Annual Report. Londres, 2017. Disponível em: https://www.bp.com/content/dam/bp/en/corporate/pdf/investors/bp-annual-report-and-form-20f-2016.pdf. Acesso em: 28 set. 2017.

BRITISH PETROLEUM. BP Statistical Review of World Energy. Londres, 2017. Disponível em: https://www.bp.com/content/dam/bp/en/corporate/pdf/energy-economics/statistical-review-2017/bp-statistical-review-of-world-energy-2017-full-report.pdf. Acesso em: 25 out. 2017.

BUCHEB, José Alberto. Desafios tecnológicos e potencial do Pré-sal. Cadernos Penses, Belo Horizonte, p. 15-28, fev. 2017.

CARMINATTI, Mario; WOLFF, Breno; GAMBÔA, Luiz Antônio Pierantoni. New exploratory frontiers in Brazil. In: WORLD PETROLEUM CONGRESS, 19., 2008, Madri. Proceedings […]. Madri: WPC, 2008, p.1-11.

CANADIAN ENERGY RESEARCH INSTITUTE. Economics Impacts of Canadian Oil and Gas Supply in Canada and the US (2017-2027). Calgary: CERI, 2017.

CHEVRON. Annual Report. San Ramon, 2016. Disponível em: https://www.chevron.com/-/media/chevron/an nual-report/2016/2016-Annual-Report.pdf. Acesso em: 28 set. 2017.

CHINA NATIONAL PETROLEUM CORPORATION. Annual Report. Pequim, 2016. Disponível em:http://www.cnpc.com.cn/en/xhtml/features/2016AnnualReportonline/2016AnnualReportonline.html. Acesso em 28 de setembro de 2017.

CHINA PETROLEUM & CHEMICAL CORPORATION. Annual Report. Pequim, 2016. Disponível em: http://www.sinopec.com/listco/en/Resource/Pdf/201703267e.pdf. Acesso em: 28 set. 2017.

U.S ENERGY INFORMATION ADMINISTRATION. South China Sea. Washington D.C, 2013. Disponível em: https://www.eia.gov/beta/international/regions-topics.cfm?RegionTopicID=SCS. Acesso em: 8 out. 2017.

INTERNATIONAL ENERGY AGENCY. World Energy Outlook. Paris: IEA, 2015.

EXXON MOBIL. Annual Report. Irving, 2016. Disponível em: http://cdn.exxonmobil.com/~/media/global/files/summary-annual-report/2016_summary _annual_report.pdf. Acesso em: 28 set. 2017.

GAZPROM. Annual Report. Moscou, 2016. Disponível em: http://www.gazprom.com/f/posts/44/307258/gazprom-annual-report-2016-en.pdf. Acesso em: 28 set. 2017.

MILANI, E.J.; BRANDÃO, J.A.S.L.; ZALÁN, P.V.; GAMBOA, L.A.P. Petróleo na Margem Continental Brasileira: Geologia, Exploração, Resultados e Perspectivas. Revista Brasileira de Geofísica. Rio de Janeiro, v. 18, n. 3, p. 352-396, 2000.

ORGANIZATION OF THE PETROLEUM EXPORTING COUNTRIES. World Oil Outlook 2040. Viena, 2017. Disponível em: https://www.opec.org/opec_web/static_files_project/media/downloads/publications/WOO%20%202017.pdf. Acesso em: 30 jan. 2020.

PETROBRAS. Annual Report. Rio de Janeiro, 2016a. Disponível em: http://www.investidorpetrobras.com.br/en/annual-reports/form-20f. Acesso em: 28 set. 2017.

PETROBRAS. Plano de Negócios e Gestão 2017-2021. Rio de Janeiro, 2016b. Disponível em: https://www.investidorpetrobras.com.br/ptb/2583/ApresentacaoPNG20172021Portugues.pdf. Acesso em: 13 dez. 2016.

PETROCHINA. Annual Report. Pequim, 2016.Disponível em: http://www.petrochina.com.cn/ptr/ndbg/201704/6b8ec9312f76499e9f06d14a02323417/files/7053dfccb53642b48af5dafb1aae4897.pdf. Acesso em: 28 set. 2017.

RESERVATÓRIOS não convencionais. Boletim SBGF, Rio de Janeiro, n. 87, p. 19-22, 2014.

ROSNEFT. Annual Report. Moscou, 2016. Disponível em: https://www.rosneft.com/upload/site2/document _file/a_report_2016_eng.pdf. Acesso em: 28 set. 2017.

ROYAL DUTCH SHELL. Annual Report. The Hague, 2016. Disponível em: https://reports.shell.com/annual-report/2016/. Acesso em: 28 set. 2017.

SAUDI ARAMCO. Annual Report. Dhahran, 2016. Disponível em: http://www.saudiaramco.com/en/home/news-media/publications/corporate-reports/annual-review-2016.html. Acesso em: 28 set. 2017.

SAUER, Ildo Luís. O pré-sal e a geopolítica e hegemonia do petróleo face às mudanças climáticas e à transição energética. In: MELFI, Adolpho José; MISI, Aroldo; CAMPOS, Diogenes de Almeida; CORDANI, Umberto Giuseppe (org.). Recursos Minerais do Brasil: problemas e desafios. Rio de Janeiro: Academia Brasileira de Ciências, 2016. Cap. 4, p. 316-330

SAUER, I.L.; RODRIGUES, L.A. Pré-sal e Petrobras além dos discursos e mitos: disputas, riscos e desafios. Estudos Avançados. São Paulo, v. 30, n. 88, p. 185-229, 2016.

SOUZA, Leonardo S. A importância econômica das exportações de commodities para o Brasil. Mundorama: Divulgação Científica em Relações Internacionais, Brasília, n. 46, 2011.

SOUZA, Leonardo S. Regulação do mercado de commodities: países exportadores versus países importadores. Conjuntura Austral, Porto Alegre, v.3, n.11, p. 14-23, 2012.

SOUZA, L.S. O Pré-sal brasileiro e suas vertentes: da evolução geológica ao mercado internacional. Belo Horizonte, 2019. 179 f. Tese (Doutorado em Geologia) - Instituto de Geociências, Universidade Federal de Minas Gerais.

SOUZA, Leonardo Silveira de; SGARBI, Geraldo Norberto Chaves. Bacia de Santos: de promissora a principal bacia produtora de hidrocarbonetos do Brasil. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE GEOLOGIA, 48., 2016, Porto Alegre. Anais eletrônicos […]. Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Geologia, 2016. p.278-279. Disponível em: http://cbg2017anais.siteoficial.ws/anais48cbgcompleto.pdf. Acesso em: 18 fev. 2019

SUÁREZ, L. P. L. Renda petrolífera: geração e apropriação nos modelos de organização da indústria brasileira. 193 f. Tese (Doutorado em Energia) - Instituto de Energia e Ambiente, Universidade de São Paulo.

THE WALL STREET JOURNAL. Barrel Breakdown. Nova Iorque, 2016. Disponível em: http://graphics.wsj. com/oil-barrel-breakdown/. Acesso em: 28 set. 2017.

TOTAL. Annual Report. Paris, 2016. Disponível em: http://www.total.com/sites/default/files/atoms/files /ddr2016_va_web.pdf. Acesso em: 28 set. 2017.


Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Copyright (c) 2021 REVISTA DA ESCOLA DE GUERRA NAVAL

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Indexes and directories:
resultado de imagem para Diadorim AZUL resultado de imagem para LOGO DE DOI CrossRef resultado de imagem para CAPES PERIÓDICAS Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional
 
 

REVISTA DA ESCOLA DE GUERRA NAVALJOURNAL OF THE NAVAL WAR COLLEGE

e-ISSN: 2359-3075
ISSN: 1809-3191

INSTRUCTIONS FOR AUTHORS ON-LINE SUBMISSION