Escola de Guerra Naval realiza o “10º Jogo de Guerra para Forças Amigas”

Como objetivos gerais, a atividade busca fomentar o intercâmbio acadêmico e profissional; prover um fórum que contribua para a troca de ideias e de conhecimentos; e aumentar as bases para o conhecimento mútuo, planejamento, análise e solução de problemas envolvendo crises internacionais, por meio do emprego de Forças Militares em um ambiente multinacional.

 

Durante o evento, os principais temas abordados foram: planejamento de força-tarefa multinacional; aspectos de comando e controle; determinação de centro de gravidade e estado final desejado; alocação de meios; elaboração de regras de engajamento para diversas tarefas; e estudo sobre o ambiente de segurança, desafios e oportunidades na região do Atlântico Sul. Neste ano, o jogo reuniu 15 oficiais oriundos da Argentina, Bolívia, Canadá, Chile, Coréia do Sul, El Salvador, Estados Unidos da América, Índia, México, Peru e Uruguai.