Fragata “União” regressa ao Rio de Janeiro (RJ) após nove meses em operação no Líbano

 

O navio deixou o Brasil em 27 de janeiro, para realizar a Comissão “Líbano XV”. Após chegar a Beirute, permaneceu por seis meses operandosob a égide das Nações Unidas. Depois de ser substituída na missão, pela Corveta “Barroso”,seguiu, rumo ao Rio de Janeiro (RJ), no dia 17 de setembro. Em sua viagem de regresso, realizouescalas logísticas nos portos de Toulon (França), Las Palmas (Espanha) e Maceió (AL), para o reabastecimento do navio.A FTM-UNIFIL é uma Força Naval comandada por um Almirante brasileiro e conta com apresença, além do navio nacional, de outros cinco de diferentes países (Alemanha, Bangladesh,Grécia, Indonésia e Turquia). Para o Comandante da Fragata “União”, CF Selles, essa é uma oportunidade de praticar operações navais com outras  nacionalidades.  “São navios de seis Marinhas diferentes atuando na comissão. A experiência auxilia no aprimoramento e adestramento da nossa tripulação”, disse.A Força-Tarefa tem o objetivo de patrulhar diuturnamente as águas do Mediterrâneo, a fim de impedir a entrada de armas e explosivos em território libanês, e prestar apoio ao treinamento da Marinha do Líbano.