REVISTA DA ESCOLA DE GUERRA NAVAL

 

A Revista da Escola de Guerra Naval é uma publicação quadrimestral, vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Estudos Marítimos (PPGEM), sem fins lucrativos, que publica, artigos científicos,além de, eventualmente, comunicações e resenhas de livros .

A linha editorial tem seu foco em trabalhos que contribuam para o desenvolvimento de um pensamento estratégico autóctone em matéria de Defesa, particularmente no que se refere ao Poder Marítimo.

Todos os artigos para publicação estão condicionados ao processo de avaliação por pares e a aprovação dos membros do Comitê Editorial ou do Conselho Consultivo. Eventuais sugestões de modificações de conteúdo serão acordadas com o autor.

Os trabalhos apresentados devem ser originais e não devem ter sido submetidos para publicação em outros lugares enquanto estiverem sendo avaliados pela Revista da EGN.

A submissão de artigos, em português, inglês e espanhol, é realizada em fluxo contínuo, exceto para edições temáticas. exclusivamente por este site.


REVISTA

ESCOLA DE GUERRA NAVAL

Capa da revista

Notícias

 

PROSUB EM RITMO ACELERADO: ICN TRANSFERE MAIS UMA SEÇÃO DO SUBMARINO HUMAITÁ

 
A Itaguaí Construções Navais (ICN) cumpriu ontem mais uma importante etapa rumo à fase final da preparação do submarino Humaitá (S41) – o segundo submarino convencional do PROSUB – Programa de Desenvolvimento de Submarinos. Com mais de 10 metros de comprimento e cerca de 170 toneladas, a transferência da seção 2B do submarino foi um sucesso. A previsão é que Humaitá seja lançado ao mar no segundo semestre de 2020. O ICN, Itaguaí Construções Navais é a empresa responsável pela construção dos quatro Submarinos convencionais e também o primeiro submarino movido a propulsão nuclear projetado e fabricado no Brasil.  
Publicado: 2019-06-07 Mais...
 

SANTOS BRASIL RECEBEU NOVOS EQUIPAMENTOS DE CAIS NO DOMINGO

 

 

A Santos Brasil recebeu, neste domingo (5), 30 terminal tractors (para a movimentação de contêineres no terminal) que fazem parte de um pacote de investimentos de R$ 300 milhões. Os veículos contam com uma tecnologia desenvolvida, na China, especialmente para a empresa. O mesmo ocorrerá com os demais equipamentos comprados: dois portêineres e 30 reboques. A expectativa é que a capacidade do terminal cresça, no mínimo, 20% com o aporte financeiro e passe a movimentar 2,4 milhões de Twenty-foot Equivalent Unit (TEU) ao ano – a medida é equivalente a um contêiner de 20 pés.


 
Publicado: 2019-05-13 Mais...
 

REVISTA DA EGN SEGUE NOVA EXIGÊNCIA DA SCIELO BRASIL PARA AUTORES

 

 

A partir de 22 de janeiro de 2019 , será exigido o número do ORCID do autor substantivo, ou seja, caso haja mais de um autor no artigo, do autor principal, como pré-requisito para inclusão de artigo no processo de seleção da Revista da Escola de Guerra Naval.


 
Publicado: 2019-01-24 Mais...
 
Outras notícias...