As novas tendências na condução do CNTM: uma visão sobre a doutrina adotada pela AMAS

André Luiz de Mello Braga

Abstract


A era da informação, na qual estamos inseridos, pode ser caracterizada pela rapidez na troca de conhecimento e um alto fluxo de dados, isso tem como conseqüência uma aceleração dos processos de mudança e desenvolvimento. Aqueles que não se mantiverem abertos e aptos para acompanhar esse acelerado processo evolutivo estão condenados a cair no esquecimento e ficarem excluídos da história.

Estar inserido no processo não significa aceitar as novas idéias sem analisá-las, significa adquirir o conhecimento, aplicá-lo em seu favor e contribuir para o desenvolvimento de novas idéias.

No campo do conhecimento naval, verifica-se hoje uma mudança na forma de conduzir e aplicar as atividades de Controle Naval do Tráfego Marítimo (CNTM). Esse assunto se reveste de grande importância, já que, para o Brasil, o peso do tráfego marítimo ™ para o comércio exterior é determinante, cerca de 95% dessa fatia da economia é realizada por via marítima.

O segurança do TM é uma necessidade estratégica, principalmente para o Brasil e, para se minimizar a vulnerabilidade decorrente dessa necessidade, realiza-se o CNTM como instrumento fundamental para a garantia dessa segurança. Sem a segurança, o TM se tornaria em uma vulnerabilidade crítica, podendo até significar o estrangulamento da economia de um Estado.

Os países da OTAN adotam, agora, uma doutrina mais flexível calcada na cooperação, isto é, a organização de CNTM passa a assumir uma postura mais orientadora, menor interferência do Estado e conta com a cooperação da comunidade marítima para executar as atividades de CNTM. Essa postura advém da identificação de novas ameaças e as exigências de maior dinamismo e flexibilidade para enfrentá-las.

Nesse contexto os países integrantes da Área Marítima do Atlântico Sul (AMAS), Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai estão “estudando a matéria” de forma a assumirem um posicionamento que atenda aos seus interesses e não simplesmente seguir sem questionamento as novas tendências. Este artigo pretende analisar a nova doutrina de CNTM e apresentar uma visão em nível operacional dessas mudanças.


Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Copyright (c) 2017 REVISTA DA EGN

Indexes and directories:
resultado de imagem para Diadorim AZUL resultado de imagem para LOGO DE DOI CrossRef resultado de imagem para CAPES PERIÓDICAS Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional
 
 

REVISTA DA ESCOLA DE GUERRA NAVALJOURNAL OF THE NAVAL WAR COLLEGE

e-ISSN: 2359-3075
ISSN: 1809-3191

INSTRUCTIONS FOR AUTHORS ON-LINE SUBMISSION